O Tatu-bola e a Caatinga

17 mar / 16 2 : 01 h

No evento em que a Associação Caatinga lançou, com o apoio da Fundação Boticário, o Programa de Conservação do Tatu-bola, no início deste mês, na Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), tive a oportunidade de pensar neste curioso animalzinho da fauna nordestina, não apenas como um ser merecedor de cuidados para a sua preservação, mas como um símbolo de uma situação crítica por que passa o nosso semiárido.

O tatu-bola funciona como um tipo de sensor das condições ambientais da caatinga. Tendências que apontam para a sua extinção são sinalizadoras de degradação deste bioma exclusivo do Brasil, do mesmo modo que reversões dessas tendências apontarão para melhorias do nosso meio ambiente.

Leia matéria completa aqui.