Programa investigará preservação do tatu-bola e da Caatinga

2 mar / 16 1 : 00 h

O Programa de Conservação do Tatu-Bola, que será lançado nesta quarta – em Fortaleza – pela Associação Caatinga e Fundação Boticário, pesquisará saídas para a recuperação de habitats no bioma Caatinga.

A quase extinção do tatu-bola (Tolypeute-stricinctus) no bioma Caatinga e no Cerrado juntou num mesmo projeto a Associação Caatinga e a Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza. Hoje, em Fortaleza, as duas instituições lançam, no auditório da Fiec, o Programa de Conservação do Tatu-Bola. Uma tentativa de evitar o desaparecimento da espécie que consta nas listas vermelhas de espécies ameaçadas da fauna brasileira (ICMBio) e no relatório da International Union for Conservation of Nature (IUCN). O status atual dele é “em perigo (EM)”, o que representa apenas duas categorias antes da extinção.

Confira matéria completa aqui.