Programa Tatu-bola realiza expedição pelo Cânion do Rio Poti

1 ago / 16 2 : 21 h

Pesquisadores cearenses e mineiros realizam, pela primeira vez, entre os dias 02 e 11 de agosto, uma expedição ao longo do Cânion do Rio Poti, em Crateús (CE). A viagem irá identificar áreas de ocorrência do tatu-bola. O animal integra a Lista Oficial das Espécies da Fauna Brasileira Ameaçadas de Extinção, indicada como “Em Perigo”, e a Lista

Vermelha da União Internacional para Conservação da Natureza – IUCN, sendo categorizada como “Vulnerável”, ficou mundialmente conhecido como mascote da Copa do Mundo de 2014.

A ação faz parte do Programa de Conservação do Tatu-bola, lançado em março deste ano na sede da Federação das Indústrias do Estado do Ceará, em Fortaleza. O tatu-bola é um mamífero nativo da Caatinga e do Cerrado que está ameaçado de extinção.

O coordenador de áreas protegidas da Associação Caatinga, Samuel Portela, ressalta a importância da ação: “A expedição é de grande importância para a conservação da espécie e do seu habitat, pois através dela tentaremos identificar novas áreas de ocorrência do tatu-bola para a elaboração de proposta de uma nova Unidade de Conservação pública (UC) e a criação de duas Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPN) possibilitando, desta forma, a ampliação das áreas legalmente protegidas que abrigam este animal ameaçado de extinção e as demais espécies de fauna e flora que registradas nos arredores do Poti”, afirma.

Mapear as áreas de aparecimento do tatu-bola ajudará os pesquisadores a entender melhor o seu estilo de vida e fazer com que o mamífero atue como uma espécie guarda-chuva, ou seja, a partir dele o bioma em que ele aparece e as espécies de fauna e flora ali presentes são também protegidos.

O Programa
O Programa de Conservação do Tatu-bola está no segundo semestre de atuação e tem por objetivo identificar áreas de ocorrência do animal e preservá-las a fim de garantir ambientes seguros para seu desenvolvimento e reprodução. É desenvolvido pela Associação Caatinga com o apoio da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza desde novembro de 2015.

A Associação Caatinga
A Associação Caatinga é uma organização não governamental que atua há 17 anos em projetos de conservação e preservação do único bioma originalmente brasileiro, a Caatinga.