Resultados

Serão identificadas propriedades de terras com potencial para a criação de RPPN e serão realizadas oficinas de sensibilização junto aos proprietários. Espera-se com essas ações, identificar novas áreas prioritárias para criação de Unidades de Conservação públicas e privadas. Estas áreas deverão contribuir para a redução da taxa de perda de habitat do Tatu-bola nos próximos cinco anos.

O Programa contribuirá ainda para a criação de corredores ecológicos na área de estudo, a conservação de inúmeras espécies de fauna e flora, a proteção de nascentes e demais recursos hídricos, além de contribuir para a mitigação de efeitos potencializadores do aquecimento global e enfrentamento do processo de degradação e desertificação na Caatinga.

O Programa buscará sensibilizar as comunidades localizadas entorno da área de estudo e a sociedade em geral sobre a importância das ações promovidas para a conservação da espécie e do bioma Caatinga. Através da renovação e ampliação da Campanha permanente “Eu Protejo o Tatu-­bola”.